Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Dezembro, 2010

Feliz Ano Novo!

Anúncios

Read Full Post »

Gostaria que os portugueses discutissem isto. Imaginemos uma família com dois adultos a trabalhar. Imaginem que estes adultos trabalham há 20 anos e têm cumprido as suas obrigações perante o estado durante esse período de tempo. Aliás, imaginem que esses dois trabalhadores cumprem escrupulosamente os seus deveres perante as finanças do país onde nasceram e vivem. Não têm outra forma, o estado conhece muito bem os seus rendimentos. Compraram casa e carro. Têm dois filhos. O estado sempre reconheceu a qualidade de cumpridores.

Pagaram e continuam a pagar Impostos sobre o rendimento

IRS – Imposto sobre o Rendimento de pessoas Singulares
IRC – Imposto sobre o Rendimento de pessoas Colectivas

Pagaram e continuam a pagar Impostos sobre a despesa
IVA – Imposto de Valor Acrescentado
IS – Imposto do Selo (também sobre o património)

Pagaram e continuam a pagar Impostos sobre o património
IMI – Imposto Municipal sobre Imóveis
IMT – Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis
IS – Imposto do Selo (também sobre a despesa)

Pagaram e continuam a pagar a Tributação automóvel
ISV – Imposto Sobre Veículos
IUC – Imposto Único de Circulação

Pagaram multas leves  por estacionar em cima de um passeio, por passarem cinco minutos da validade do ticket do pacómetro ou por passar a 70Km/h numa estrada em linha recta e sem qualquer clima de urbanidade. No entanto, continuam a ver acidentes e manobras de risco elevado. Continuam a ver mais buracos e fissuras nas estradas, para além de uma péssima sinalização. O sistema por pontos seria o ideal para um país com este elevado índice de irracionalidade e de sinistralidade. É que dá a ideia de que a caça à multa é meramente económica. É que dá a ideia que os verdadeiros prevaricadores nunca são castigados.

Pagaram por serviços claramente com falta de qualidade e com pura incompetência. Se reclamou, foi visto com indiferença.

Neste país tudo se paga. Se um país com cerca de 10 milhões de habitantes não produz o suficiente para o seu consumo próprio e não exporta, passando até a importar mais e mais, o que se pode esperar dele?

Que foi feito dos fundos europeus? CCB?Expo98?Ponte Vasco da Gama?Inúmeras auto-estradas?Não era para atingir a modernidade?Euro 2004?

Há ou não há desequilíbrios entre litoral e interior?Há ou não há uma desertificação do interior? Há ou não há uma baixa clara na nossa natalidade?Há ou não há mais pensionistas e mais desempregados?Há ou não há diferenças entre um norte mais industrial, cujo tecido tem vindo, aos poucos, a deteriorar-se em detrimento de um sul mais turístico e de uma capital mais administrativa?

Temos ou não temos um país com cargos a mais  e atitudes a menos? Temos ou não temos uma distância cada vez maior entre os ricos e os pobres? Temos ou não temos uma classe média cada vez mais desmotivada e a preparar-se para desaparecer?

E a fuga ao fisco? E a chico-espertice de quem passa o tempo a safar-se a si mesmo, não se importando em prejudicar o próximo?E a arrogância de não se declarar o que se ganha transformada muitas vezes em nojentas afirmações de que se trabalha imenso e o estado já cobra muito?

E os políticos que temos que se esquecem de entregar as suas declarações de rendimentos? Que omitem, que se enganam, sabe-se lá porquê?

E o povo que tudo ouve e quase sempre se cala?

Esta família é igual a tantas outras!Paga, paga, paga…Sem um desígnio nacional, de produtividade, de trabalhar para o bem comum, vamos ter mais ricos e mais pobres. Vamos ter um fosso enorme a dividi-los. Mas no final a factura é dividida por todos…Alguém compreende?

Read Full Post »

Estado social?

Baixe-se os salários para recuperar este…lixo!

Correio da Manhã

Read Full Post »

À música certa.

Manic Street Preachers. Ouvi carradas destes! Levam-me aos mais profundos pensamentos!

Read Full Post »

Leituras diárias.

Sou louco por leitura! É um vício que não consigo, nem quero, controlar! Era um fã do DN. Deixei de o ser enquanto sobrar esta linha editorial, pouco crítica e muito na linha dos poderes instituídos. Sempre gostei de uma comunicação social que não deve, nem teme. Mesmo assim, está de parabéns o DN!

Como nasceu um jornal para guardar.

Read Full Post »

O ano vai acabar e as pessoas, anestesiadas pelas festas, não se dão conta. Tempos difíceis, muito difíceis, estão para chegar…

Novas taxas moderadoras na Saúde já são conhecidas.

E para comer?

Preço da gasolina aumenta e fecha o ano acima de 1,50 € por litro.

Adoro principalmente a caça às multas.

Como o Governo quer estimular a economia em 2011.

Aguardemos o que aí vem…

Read Full Post »

Bom Natal!

(imagem retirada da internet)

Read Full Post »

Older Posts »